Vender NFTs no Instagram poderá já não estar muito longe!

Meta anunciou que está a testar a criação e venda de NFTs no Instagram, disponibilizando esta opção a vários utilizadores em mais de 100 países.

Os artistas poderão criar os seus NFTs em várias plataformas de blockchain como o Polygon, Euthereum, Flow e agora Solana e consequentemente vendê-las a partir do Instagram.

A rede social dá várias opções de pagamento, sendo as moedas virtuais uma das opções.

Vai haver ainda a possibilidade dos fãs enviarem presentes aos artistas enquanto estes assistem aos seus Reels, mas esta opção ainda está a ser testada também!

Mas porque é que isto está a acontecer? Nada mais nada menos porque o META já não vê o Instagram como uma rede de partilha de fotos, mas como uma plataforma onde os artistas podem fazer dinheiro, criando assim oportunidades menos convencionais para isso acontecer.

Pixel do Facebook saiba o que é

68,3% dos Portugueses que compram em redes sociais recorrem ao Facebook

Não é novidade nenhuma que o Facebook é a rede social com mais perfis criados e usuários ativos, fazendo desta a rede social mais utilizada. E Portugal não fica atrás nestas estatísticas.

Desde 2013 que o universo de compradores através de redes sociais mais que duplicou, aumentando 22.7% desde os pequenos 14.7% que se registaram nesse mesmo ano!

Segundo um estudo da Marktest, cerca de 68,3% dos portugueses utilizam o Facebook para comprar produtos online! Deixando o Instagram em segundo lugar com 22,5%.

No entanto, esta lógica pode ser diferente quando comparada com as camadas mais jovens da nossa sociedade! O estudo da Marktest anunciou que a Geração Z, que é dominada por jovens entre os 15 e os 24 anos, utilizam maioritariamente o Instagram para fazer compras online, deixando assim esta rede social em primeiro lugar com 55.%. O Facebook surge em segundo lugar com 36.6%.

Instagram começa a testar a verificação de idade dos utilizadores em Portugal

 

O META começou a testar em Portugal novas opções para os utilizadores do Instagram verificarem a idade. Ou seja, se um menor tentar mudar a sua data de nascimento para mais de 18 anos, o Instagram irá exigir que o mesmo verifique a sua idade dando a escolher 3 opções para o fazer: através do documento de identificação, poderão ainda gravar um vídeo em formato de selfie ou ainda pedindo a amigos em comum que o comprovem.

Esta atualização foi realizada com o intuito de permitir aos jovens e adultos uma experiência mais adequada à sua faixa etária. Pois, o Instagram deixa que sejam criados perfis a partir dos 13 anos, fornecendo assim experiências diferentes adequadas às idades dos adolescentes, evitando que estes tenham contacto com conteúdos inapropriados ou contactos com adultos desconhecidos.

TikTok tem mais mulheres e Youtube mais homens. Instagram fica a meio caminho

Será que sabemos a 100% qual a rede predominante do nosso público alvo?

Foi feito um estudo entre a IAB Spain e a Nielsen, onde foi analisado qual o publico alvo predominante em redes sociais como o Tik Tok, Youtube e Instagram através de influenciadores ativos em países como o Reino Unido, Espanha, Itália, França e Alemanha.

Como sabemos os influenciadores têm um papel ativo na decisão de compra dos consumidores e através deste estudo conseguimos perceber qual a melhor rede social a usar para cada tipo de público-alvo.

Este estudo concluiu que no Tik Tok o público alvo mais predominante são as mulheres, no Youtube os homens e o Instagram surge com um equilíbrio entre os dois géneros.

Conseguimos perceber também através deste estudo que a geração mais presente no Tik Tok é a geração Z, no Instagram são os Millennials e Youtube demonstra uma junção de várias faixas etárias.

Esta atualização foi realizada com o intuito de permitir aos jovens e adultos uma experiência mais adequada à sua faixa etária. Pois, o Instagram deixa que sejam criados perfis a partir dos 13 anos, fornecendo assim experiências diferentes adequadas às idades dos adolescentes, evitando que estes tenham contacto com conteúdos inapropriados ou contactos com adultos desconhecidos.