O ciclo de vida dos domínios

Conheça o ciclo de vida dos domínios

A escolha do domínio deve ser feita com consciência, sendo que o mesmo deve ser instantaneamente associado à marca aquando da sua leitura, de modo que os utilizadores o encontrem facilmente. Após esta escolha, o mesmo irá passar por várias etapas, que constituem o ciclo de vida dos domínios.

Cada domínio tem um ciclo de vida, que começa com a sua criação e que pode terminar com a sua eliminação. No entanto, esta eliminação deve ser evitada, sendo por isso tão importante compreender o que é um domínio e quais as etapas do ciclo de vida dos domínios.

Um domínio é o nome de um website e é o nome pelo qual os utilizadores irão procurar nos motores de busca quando o quiserem encontrar. A escolha e criação de um bom domínio é fundamental para garantir uma boa identidade de um website, sendo que esta criação deve seguir algumas dicas.

O que é um domínio?

Um domínio é o endereço eletrónico de um website e pode ser constituído por letras e por números. É possível dividir a sua constituição em três partes: o nome, a extensão e o código do país, sendo este último opcional. Cada endereço de website pode conter entre 2 a 63 carateres e pertence a uma determinada zona de domínio, zona esta que é identificada pelo que vem a seguir ao ponto.

Domínio pode, também, ser definido como o nome de um website, sendo exatamente por este nome que os utilizadores irão pesquisar nos motores de busca quando o quiserem encontrar.

O principal objetivo de um domínio é que o mesmo seja lembrado facilmente e, por isso, aquando da criação de um website e decisão de qual o domínio a utilizar, há certas dicas que devem ser seguidas, nomeadamente:

  • Evitar um nome muito longo (máximo 26 carateres);

  • Evitar usar números no URL;

  • Privilegiar a simplicidade e a clareza;
  • Ter ligação com a marca;
  • Não usar acentos nem carateres especiais;
  • Não iniciar nem terminar com hífen.
Que tipos de domínios existem?

Os tipos de extensões dividem-se em dois grandes grupos, que são os domínios de nível superior e os domínios nacionais de nível superior. Relativamente aos domínios de nível superior, a extensão mais comumente utilizada é o .com, que é a abreviação de “comercial”. Embora esta extensão tenha sido criada para ser utilizada por organizações comerciais, rapidamente foi-se tornando a extensão mais utilizada. 

No entanto, existem vários outros tipos de extensões, nomeadamente .net, que é a abreviação de rede e que foi criado, inicialmente, para instituições cuja área de atuação ligadas às tecnologias de rede. Também esta extensão foi sendo utilizada por todo o tipo de instituições, tornando-se bastante popular.

A extensão .edu é a abreviatura de educação e é, normalmente, utilizada por instituições educacionais, sendo que também a extensão .mil, que foi criada para instituições militares, continua a ser utilizada apenas por esse tipo de instituição. A extensão .gov foi criada para instituições governamentais, mas é, também, utilizada por cidades e estados. Por fim, .org foi a extensão criada para organizações sem fins lucrativos.

Relativamente aos domínios nacionais de nível superior, estes são vinculados a determinados países e a sua utilização e registo implica a existência de comprovativos de residência no país em questão. Algumas das extensões deste tipo mais conhecidas são .pt, .br, .uk e .eu

O que é o alojamento?

O alojamento de um website é o servidor onde o mesmo está hospedado. Todas as páginas do website, juntamente com as imagens e todas as restantes informações ficam hospedadas no mesmo servidor, para que seja possível aceder às mesmas.

O alojamento é o serviço que garante que o seu website esteja ativo e disponível a ser visitado pelos utilizadores, sendo que existem 3 grandes tipos: alojamento partilhado, alojamento dedicado e alojamento na cloud.

O alojamento dedicado e o partilhado são semelhantes, sendo que a grande diferença é que no partilhado o espaço do servidor é partilhado com outros websites para além do seu. Isto faz com que o valor a pagar seja mais acessível, mas é uma caraterística que também acaba por reduzir o desempenho do website. Enquanto que 0 alojamento na cloud é diferente, visto que o seu website não fica alojado num espaço físico e, portanto, tem como vantagem o facto de não estar sujeito a defeitos de hardware.

O tipo de alojamento que melhor se adequa a cada caso depende do objetivo do website em questão, do tráfego expectado e do orçamento disponível. Mais especificamente, um website com um tráfego reduzido pode perfeitamente ficar hospedado num alojamento partilhado. Caso contrário, deverá ser hospedado num alojamento dedicado, que irá garantir o correto funcionamento do website mesmo em alturas de grande afluência. 

Outro fator a ter em conta é o espaço que o website irá ocupar. Caso seja um website com bastante informação e bastantes imagens, irá ocupar bastante espaço, pelo que convém escolher uma oferta de hospedagem que garanta este espaço de armazenamento. Para que o website não vá abaixo com a afluência de utilizadores a tentarem aceder ao mesmo.

Qual o ciclo de vida de um domínio?

A criação de um domínio e todo o processo que se segue pode ser dividido em várias etapas, sendo que compreendê-las é fundamental para que o processo seja mais facilmente desenvolvido. Assim sendo, podem ser evitados erros que proporcionam impactos negativos.

A 1ª etapa do ciclo de vida de um domínio é compreender se o domínio que quer utilizar está disponível. O facto de um domínio estar disponível significa que o mesmo ainda não foi registado por nenhuma entidade, sendo que é possível verificar a disponibilidade de domínios através de várias ferramentas existentes para o efeito, nomeadamente o Google Domains, o GoDaddy e o Dominios.pt.

Após o registo do domínio, o mesmo entra na etapa de “registado”, sendo que a duração do registo é escolhida aquando do pagamento. Pode ser registado por 1 ano, 2 anos, ou mais, variando o preço consoante o alojamento. No entanto, se o domínio não for renovado antes do prazo de expiração, irá tornar-se indisponível e não poderá ser utilizado.

Quando entra nesta etapa de vencimento, terá entre 30 a 45 dias para renovar o domínio sem ter que pagar qualquer tipo de multa. Caso o domínio não seja renovado neste período de tempo, irá passar à etapa de redenção, que corresponde a um período de 30 dias em que ainda é possível recuperar o domínio, no entanto isso terá um custo. Este custo é monetário, mas também de tempo, visto que nesta etapa são removidas as informações sobre o domínio, tendo que ser criado um novo, algo que leva tempo.

Caso continue sem recuperar o seu domínio neste período de 30 dias, o mesmo irá passar à etapa de aguardar a eliminação, que é um período de 5 dias. Após estes dias, o domínio será definitivamente eliminado, voltando a estar disponível para que qualquer pessoa o possa registar e utilizar.

A compreensão de qual o ciclo de vida de um domínio é essencial para a criação de um website. Saber o que é um domínio e o que é um alojamento vai permitir-lhe fazer escolhas mais informadas e conscientes. Além disso, estar informado sobre todas estas etapas que um domínio passa após a sua criação, vai permitir evitar erros e distrações que possam levar a que o seu website seja eliminado. 

Assim, e tendo em conta as vantagens que ter um website tem para o seu negócio, a probabilidade de potenciá-lo com a utilização de um bom domínio é bastante elevada. Caso tenha dúvidas, a Blue Bolt dispõe de profissionais qualificados capazes de o ajudar.