Fatores que podem prejudicar o posicionamento do seu Blog

Posicionamento do seu blog

Escrever artigos para um blog pode ser simples, mas sabia que existem vários fatores que podem prejudicar a posição do seu blog? Conheça os principais fatores que podem prejudicar a sua posição no Google.

Tem um blog, mas não aparece nas pesquisas do Google? Não se assuste. Existem mais de 200 fatores que podem afetar o posicionamento do seu blog. Esses fatores de posicionamento do Google existem para determinar se um blog fica ou não bem posicionado nos resultados de pesquisa. Assim sendo, o grande objetivo do Google é providenciar ao utilizador conteúdos que o seu algoritmo considera serem os melhores resultados. 

Atualmente, ainda existem pessoas que não compreendem que se trata de uma maratona e não de um sprint, além de exigir perseverança durante todo o processo. Ou seja, nos dias de hoje, não basta saber produzir conteúdos de qualidade ou utilizar apenas as principais técnicas de SEO para blog. É indispensável ter atenção a todos os detalhes para se alcançar um lugar de destaque nas páginas de resultados. Por isso, tenha em consideração os principais fatores que podem prejudicar a sua posição.

 

Motivos que podem prejudicar o posicionamento do seu Blog 

  • Mobile Friendliness

No segundo trimestre de 2022, o tráfego móvel representou 58,99% do tráfego global. É por isso que a compatibilidade com dispositivos móveis é um dos fatores mais importantes de classificação do Google. Se o seu blog não funcionar corretamente em dispositivos móveis, o Google vai, automaticamente, afetar a sua posição. 

Desta forma, é fundamental que o seu blog seja responsivo e otimizado para assegurar uma experiência positiva aos utilizadores. Antes de tudo, convém realizar um teste de compatibilidade para seguidamente assegurar que componentes como o conteúdo e design são apresentados corretamente em dispositivos móveis. 

  • Velocidade do carregamento das páginas

O tempo de carregamento do seu blog é tido como um dos critérios de ranqueamento mais importante para o Google. Isto significa que, quanto mais rápido o seu blog carregar todo o conteúdo, melhor será a experiência dos utilizadores e, consequentemente, melhor posicionado esse conteúdo ficará. 

Existem ações simples que podem tornar o seu blog mais rápido do que o Usain Bolt. Ações como otimizar imagens e GIFs são algumas delas. Fazer um teste de velocidade do Google, ajuda-lhe a ter uma perceção da velocidade de carregamento e a identificar oportunidades para melhorar a estrutura e código, que ajudam a tornar o seu blog mais rápido. 

Ou seja, os leitores desejam ter sempre uma experiência de navegação sem problemas, e é por isso que a velocidade de carregamento é um importante fator de classificação, pois se as páginas demorarem muito para carregar, a taxa de rejeição aumentará e, naturalmente, a classificação diminuirá.

  • Qualidade do conteúdo

Naturalmente, a qualidade do conteúdo é também um dos aspetos mais importantes para o Google. No que diz respeito à qualidade, o Google dá prioridade à relevância do conteúdo relacionado com a pesquisa realizada. Ou seja, o conteúdo precisa de ser o mais relevante e elucidativo possível para o utilizador que realiza a pesquisa por um determinado termo e chega até ele. 

É recomendável que os seus artigos não sejam pequenos. Apesar de em alguns nichos de mercado seja extremamente difícil conseguir escrever conteúdos extensos, não obstante, noutros é fundamental que sejam o mais completos e relevantes possível. 

Hoje em dia, estilizar corretamente um artigo é fundamental para tornar a experiência de leitura o mais agradável possível e o Google também tem isso em consideração. Ou seja, é importante a utilização de itálicos, negritos ou até mesmo de sublinhados, para destacar as partes mais importantes do artigo.

Obviamente, a qualidade de um artigo é sempre subjetiva, no entanto, quando tiver a escrever o seu artigo coloque-se sempre no lugar do leitor.  

  • Bounce Rate (Taxa de Rejeição)

A bounce rate ou taxa de rejeição, é um fator de classificação do Google que pode afetar significativamente como o Google posiciona o seu artigo nos resultados de pesquisa. Um estudo descobriu que a taxa média de rejeição é cerca de 49%. Contudo, uma taxa de rejeição de 50 a 60% é igualmente aceitável. 

Se a taxa de rejeição cair muito abaixo destes valores, isso indica ao Google que a sua página provavelmente não oferece aos utilizadores o que eles estão à procura, o que significa que o seu artigo terá menos probabilidade de surgir nos resultados de pesquisa.

  • Click Through Rate (Taxa de Cliques)

A taxa de cliques, conhecida no universo digital pela abreviatura CTR, é um fator de grande importância para o algoritmo do Google decidir que páginas deverão ficar em determinada posição nas páginas de resultados. Basicamente, esta métrica consiste na divisão do número de cliques pelo número de impressões de uma dada página. Ou seja, quantos mais cliques a sua página tiver, melhor será o CTR, logo melhor poderá ser a sua posição. 

Para melhorar as suas métricas de experiência na página, deve garantir que o seu conteúdo está alinhado com as keywords, meta description e tags. Isso garantirá que, quando alguém clicar no seu blog, encontrarão facilmente o que estão à procura.

  • Certificado de Segurança

Em 2016, o Google começou a exigir que sites e blogs utilizassem certificados SSL de segurança. Ou seja, colocar o seu blog em HTTPS ao invés de HTTP tornou-se prioritário neste momento. Um certificado de segurança é relativamente barato e ajuda a transmitir confiança aos seus leitores. 

  • Cache desatualizado

Pode parecer estranho, e até mesmo raro, mas trata-se de um problema simples de resolver. Para resolver este problema, basta fazer a atualização da página para que o cache acompanhe esse procedimento.

  • Publicação em rascunho 

Errar é humano, no entanto para o Google isso não conta. Neste caso, a falta de atenção poderá ser um dos motivos para que o artigo que acabou de escrever não apareça no Google. Ou seja, deixar o artigo que escreveu em rascunho, pode acontecer, prejudicando toda a sua estratégia de criação, por isso, depois de retificar todos os detalhes, não se esqueça de publicar o conteúdo. 

  • Links quebrados e páginas de erro

Sites com muitos links quebrados ou páginas de erro 404 tendem a ficar posicionados abaixo dos seus concorrentes. Tenha especial atenção a alterações realizadas no seu blog, por forma a evitar deixar links quebrados pelo caminho. Para evitar ser penalizado, realize auditorias ao seu blog com regularidade. 

 

Quando se fala de posicionamento no Google, tudo conta. Preocupe-se acima de tudo em testar e melhorar continuamento a experiência dos seus leitores, independentemente de se tratar de um site institucional ou um blog de entretenimento. A experiência de quem o visita precisa de ser épica. Naturalmente, isso irá ajudá-lo a posicionar-se melhor nos resultados de pesquisa e a superar os seus concorrentes mais rapidamente. 

Se necessitar de uma estratégia para a criação de conteúdos, a Blue Bolt tem profissionais qualificados que o poderão ajudar.

Posicionamento do seu blog

Escrever artigos para um blog pode ser simples, mas sabia que existem vários fatores que podem prejudicar a posição do seu blog? Conheça os principais fatores que podem prejudicar a sua posição no Google.

Tem um blog, mas não aparece nas pesquisas do Google? Não se assuste. Existem mais de 200 fatores que podem afetar o posicionamento do seu blog. Esses fatores de posicionamento do Google existem para determinar se um blog fica ou não bem posicionado nos resultados de pesquisa. Assim sendo, o grande objetivo do Google é providenciar ao utilizador conteúdos que o seu algoritmo considera serem os melhores resultados. 

Atualmente, ainda existem pessoas que não compreendem que se trata de uma maratona e não de um sprint, além de exigir perseverança durante todo o processo. Ou seja, nos dias de hoje, não basta saber produzir conteúdos de qualidade ou utilizar apenas as principais técnicas de SEO para blog. É indispensável ter atenção a todos os detalhes para se alcançar um lugar de destaque nas páginas de resultados. Por isso, tenha em consideração os principais fatores que podem prejudicar a sua posição.

Motivos que podem prejudicar o posicionamento do seu Blog 

  • Mobile Friendliness

No segundo trimestre de 2022, o tráfego móvel representou 58,99% do tráfego global. É por isso que a compatibilidade com dispositivos móveis é um dos fatores mais importantes de classificação do Google. Se o seu blog não funcionar corretamente em dispositivos móveis, o Google vai, automaticamente, afetar a sua posição. 

Desta forma, é fundamental que o seu blog seja responsivo e otimizado para assegurar uma experiência positiva aos utilizadores. Antes de tudo, convém realizar um teste de compatibilidade para seguidamente assegurar que componentes como o conteúdo e design são apresentados corretamente em dispositivos móveis. 

  • Velocidade do carregamento das páginas

O tempo de carregamento do seu blog é tido como um dos critérios de ranqueamento mais importante para o Google. Isto significa que, quanto mais rápido o seu blog carregar todo o conteúdo, melhor será a experiência dos utilizadores e, consequentemente, melhor posicionado esse conteúdo ficará. 

Existem ações simples que podem tornar o seu blog mais rápido do que o Usain Bolt. Ações como otimizar imagens e GIFs são algumas delas. Fazer um teste de velocidade do Google, ajuda-lhe a ter uma perceção da velocidade de carregamento e a identificar oportunidades para melhorar a estrutura e código, que ajudam a tornar o seu blog mais rápido. 

Ou seja, os leitores desejam ter sempre uma experiência de navegação sem problemas, e é por isso que a velocidade de carregamento é um importante fator de classificação, pois se as páginas demorarem muito para carregar, a taxa de rejeição aumentará e, naturalmente, a classificação diminuirá.

  • Qualidade do conteúdo

Naturalmente, a qualidade do conteúdo é também um dos aspetos mais importantes para o Google. No que diz respeito à qualidade, o Google dá prioridade à relevância do conteúdo relacionado com a pesquisa realizada. Ou seja, o conteúdo precisa de ser o mais relevante e elucidativo possível para o utilizador que realiza a pesquisa por um determinado termo e chega até ele. 

É recomendável que os seus artigos não sejam pequenos. Apesar de em alguns nichos de mercado seja extremamente difícil conseguir escrever conteúdos extensos, não obstante, noutros é fundamental que sejam o mais completos e relevantes possível. 

Hoje em dia, estilizar corretamente um artigo é fundamental para tornar a experiência de leitura o mais agradável possível e o Google também tem isso em consideração. Ou seja, é importante a utilização de itálicos, negritos ou até mesmo de sublinhados, para destacar as partes mais importantes do artigo.

Obviamente, a qualidade de um artigo é sempre subjetiva, no entanto, quando tiver a escrever o seu artigo coloque-se sempre no lugar do leitor. 

Optimização para Motores de Pesquisa - SEO
  • Bounce Rate (Taxa de Rejeição)

A bounce rate ou taxa de rejeição, é um fator de classificação do Google que pode afetar significativamente como o Google posiciona o seu artigo nos resultados de pesquisa. Um estudo descobriu que a taxa média de rejeição é cerca de 49%. Contudo, uma taxa de rejeição de 50 a 60% é igualmente aceitável. 

Se a taxa de rejeição cair muito abaixo destes valores, isso indica ao Google que a sua página provavelmente não oferece aos utilizadores o que eles estão à procura, o que significa que o seu artigo terá menos probabilidade de surgir nos resultados de pesquisa.

  • Click Through Rate (Taxa de Cliques)

A taxa de cliques, conhecida no universo digital pela abreviatura CTR, é um fator de grande importância para o algoritmo do Google decidir que páginas deverão ficar em determinada posição nas páginas de resultados. Basicamente, esta métrica consiste na divisão do número de cliques pelo número de impressões de uma dada página. Ou seja, quantos mais cliques a sua página tiver, melhor será o CTR, logo melhor poderá ser a sua posição. 

Para melhorar as suas métricas de experiência na página, deve garantir que o seu conteúdo está alinhado com as keywords, meta description e tags. Isso garantirá que, quando alguém clicar no seu blog, encontrarão facilmente o que estão à procura.

  • Certificado de Segurança

Em 2016, o Google começou a exigir que sites e blogs utilizassem certificados SSL de segurança. Ou seja, colocar o seu blog em HTTPS ao invés de HTTP tornou-se prioritário neste momento. Um certificado de segurança é relativamente barato e ajuda a transmitir confiança aos seus leitores. 

  • Cache desatualizado

Pode parecer estranho, e até mesmo raro, mas trata-se de um problema simples de resolver. Para resolver este problema, basta fazer a atualização da página para que o cache acompanhe esse procedimento.

  • Publicação em rascunho 

Errar é humano, no entanto para o Google isso não conta. Neste caso, a falta de atenção poderá ser um dos motivos para que o artigo que acabou de escrever não apareça no Google. Ou seja, deixar o artigo que escreveu em rascunho, pode acontecer, prejudicando toda a sua estratégia de criação, por isso, depois de retificar todos os detalhes, não se esqueça de publicar o conteúdo. 

  • Links quebrados e páginas de erro

Sites com muitos links quebrados ou páginas de erro 404 tendem a ficar posicionados abaixo dos seus concorrentes. Tenha especial atenção a alterações realizadas no seu blog, por forma a evitar deixar links quebrados pelo caminho. Para evitar ser penalizado, realize auditorias ao seu blog com regularidade. 

Quando se fala de posicionamento no Google, tudo conta. Preocupe-se acima de tudo em testar e melhorar continuamento a experiência dos seus leitores, independentemente de se tratar de um site institucional ou um blog de entretenimento. A experiência de quem o visita precisa de ser épica. Naturalmente, isso irá ajudá-lo a posicionar-se melhor nos resultados de pesquisa e a superar os seus concorrentes mais rapidamente. 

Se necessitar de uma estratégia para a criação de conteúdos, a Blue Bolt tem profissionais qualificados que o poderão ajudar.

Categories: SEO, Website